Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

Por Madrid...últimos dos...conhecidos

A última "paragem" poderia ter sido uma excepção! | ...mas não foi!?

 

Foi menor o número de conhecidos por Madrid. Nem poderia ter sido de outra maneira, dado pouco tempo que estive por lá!

 

Ainda assim conheci o, sempre, staff do albergue e no último dia, última noite por Madrid dois brasileiros que me fizeram companhia durante o 31º dia de viagem.

 

Acrescento, os rapazes que eram meus colegas de quarto, que não foram poucos, em duas noites. Esclareço que neste hostel os quartos eram divididos entre masculinos e femininos.

 

Ah! Quando cheguei deparei-me com um rapaz que dormia, já eram 15h. Explicou que estava em Madrid só para assistir a um festival que acontece durante o mês de Maio...só e exclusivamente. O Renan, rapaz brasileiro, também estava hospedado quarto em que pernoitei.

 

Ainda conheci umas raparigas, mas de forma muito superficial.

 

Pouco mais tenho a acrescentar e julgo não me estar a esquecer de ninguém.

 

Eis Madrid...eis a minha viagem...espero que tenham gostado...

 

Foi, também, por vocês que durante estes cinco meses escrevi aquilo que são as minhas memórias, completadas com as informações colocadas no meu Diário de Viagem.

 

Lisboa, Madrid, San Sebastian/Donostia, Biarritz, Paris, Londres, Amesterdão, Berlim, Viena, Veneza, Roma, Barcelona e Lisboa.

 

Em suma, são todas lindíssimas! (não vendo melhor expressão para as definir)


publicado por Aubigné às 20:19
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Lindíssima San Sebastian/Donostia...mais dos...conhecidos

Diferente por San Sebastian/Donostia? | Não! Sem hesitação.

 

Muitos foram os que conheci por San Sebastian...

 

Foram no total cerca de 14 os conhecidos que fiz....

 

O dono do hostel, uma amiga espanhola do dono do hostel, depois quatro australianas que andavam lá pelo hostel, um casal de australianos, mais outro, sendo o primeiro mais velho que o segundo, uma rapariga oriunda de países da América Latina, o rapaz canadiano (do Quebec) que andava ja há sete meses a viajar pelo mundo, o Guyl também canadiano (também do Quebec) e uma brasileira que era vendedora na loja do Pukas.

 

Aqueles que tive a oportunidade de conhecer foram:

 

O dono do hostel - David Quinn como já havia descrito, tratava-se de um irlandês a viver em terras espanholas dentro do próprio apartamento que era, simultaneamente, o hostel. Um porreiro....e tinha uma amiga! Foi ele quem me intitulou na noite da rambóia o Embaixador de Portugal.

 

A amiga do dono do hostel - mas que bonita...mas muito estranha...talvez a beleza faça mesmo muito mal...não sei!

 

As quatro raparigas australianas - Três engraçadas, mas havia uma de 26 anos muito engraçada...mas...não sei! A beleza ás vezes é condicionadora...

 

O Guyl - Rapaz canadiano, da parte francesa - era mesmo do Quebec - andava a viajar pela Europa e apaixonou-se pela rapariga oriunda de um país da América Latina. O Guyl surfou comigo no meu terceiro e quase último dia por San Sebastian (ele não sabia surfar mesmo).

 

O rapaz que deu a volta ao mundo de sete meses - Não me lembro o nome e quanto à sua história já dei um toquezinho num dos posts anteriores.

 

A rapariga da loja do Pukas - por ser brasileira percebeu que eu falava português e foi conversa pura e dura - Marisa de seu nome - já lá estava a trabalhar há quatro anos.

 

O casal australiano mais velho - profundamente conversadores, viviam a álcool, praticamente, e andavam a viajar acerca de 3 meses com licença sem vencimento...eram uns porreiros! Casados e não tinham habilitações de nível superior, mas ganhavam a módica quantia de $80.000,00 ano.

 

O outro casal australiano mais novo - conheci muito pouco, também uns porreiros.

 

E...vou...a caminho do Madrid...há mais fotos!


publicado por Aubigné às 23:18
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Outubro de 2008

Quero mais Biarritz...

Mais Biarritz... | ...venha ele...

 

Porque nos aproximamos a passos largos do final desta epopeia, hoje, à semelhança de outros "hojes", vou deixar aqui mais, por letras e palavras, um pouco sobre as pessoas que tive a oportunidade de conhecer por Biarritz.

 

Enfim, ainda bem que, apesar de ter estado mesmo sozinho, dadas as condições de hospedagem, ainda não foi desta que fiquei a falar com as paredes...mas também se ficasse não me custaria muito! Acho eu...tudo se torna um hábito. Certo? Ainda bem, não foi o caso...

 

Conhecidos por terras de Biarritz....

 

Desde o piloto da companhia aérea AirFrance, passando pela senhora que se encontrava ao lado deste no avião, aos rapazes que logo à chegada, antes da minha primeira surfada, se disponibilizaram para me emprestar  prancha e fato, ao rapaz da loja de surf que me alugou a prancha no primeiro dia, a rapariga que me alugou a prancha nos dias seguintes, ao rapaz do segundo ponto de Net que encontrei até chegar, como é óbvio, à miúda mais querida...a Marina. Só a coloco em destaque, não porque me tivesse, sequer, apaixonado por ela, mas porque ela era de facto muito querida.

 

Passando logo à Marina - conhecia-a no segundo dia de estada em Biarritz, estava sozinha sentada no passadiço que dava acesso à Plage Grande quase em frente ao Casino de Biarritz....eu via-a ali sozinha e pensei:

 

Giríssima, sozinha...hum!

Dizia o Tico: - Vai lá Tiago!

Depois, dizia o teco: - Não vás Tiago!

Enfim, sempre do mesmo...sabem com é?!

Foi então que comecei a conjecturar o seguinte cenário...

Ela é gira, bonita, loira, olhos verdes. Eu, estou sozinho, já, quase, um mês (refiro-me à viagem)...hum...mas és feio, não!

Não serve...

Surgiu outra ideia que foi:

Vivemos num mundo minado pela falta de comunicação e eu vivo nesse mundo.

Por isso, vai lá...Força...Garra...

Assim terás alguém com quem estar, pelo menos por umas horas.

E assim foi!

Venceu o Tico...grande Tico...

E foi excelente!

 

Ela era de facto muito querida, em todos os sentidos, novinha, surfista, nadadora-salvadora no verão, ainda falámos imenso, foram cerca de 4h de puro entretenimento...gostei imenso...

 

Falou-me do que gostava e do que não gostava, do que queria fazer no futuro e não queria (uma das coisas que não queria era continuar a estudar), falou-me da sua relação com a família...Enfim, fiquei a conhecer a Marina...

 

Para vocês que me lêem devem estar desiludidos, talvez quisessem mais acção e menos conversa...pois devo dizer-vos que estava noutra...muito mais na de conhecer...estava ali para me divertir, trazer conhecimentos e vir diferente...

 

Contudo, não descuro, de dizer que se tivesse de escolher entre todas as "miúdas" que conheci neste périplo, como se isto se tratasse de uma "roleta russa" viciada, não teria dificuldade em dizer - Marina.

 

Infelizmente, não tenho nenhuma foto da Marina para vos mostrar, simplesmente, não surgiu oportunidade.

 

E estes todos foram mais alguns dos conhecidos em viagem, desta vez, em particular, por Biarritz.

 

Venha de lá San Sebastian/Donostia...


publicado por Aubigné às 21:14
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Paris sem excepção...

Por vezes existem excepções e ainda bem que existem | ...em Paris não foi o caso...

 

Também por Paris foram sendo, como julgo ser normal, estabelecidas amizades...

 

O meu primeiro contacto foi feito com uma colega de quarto que era inglesa mas que se encontrava em Paris...ainda deu para falar um pouco, deu para perceber que estaria ali com um amigo, mas depois de ter adormecido julgo não a ter voltado a ver...ou vi...não sei...eu cheguei a Paris cansadíssimo.

 

Mal acordei conheci o norte americano dos EUA que já estava agarrado ao computador portátil assim que abri os olhos...em conversa extrai-lhe um pouco da sua experiência em viagem/aventura e, foi aqui, que percebi o quão pequenas às vezes são as nossas aventuras, atrever-me-ia a dizer os nossos horizontes, especialmente pelos condicionalismos.

 

Este jovem andava a correr o mundo à 9 meses, já tinha passado pela América do Sul, África, Austrália, Ásia, agora, Europa e depois desta caminhada ainda ia dar uma volta pelo seu gigante país natal - os EUA.

 

Já tinha enchido uns quantos trolley's e enviado para os EUA com algumas recordações aos irmãos...

 

Pergunta que se insurge e dinheiro? Não sei, para vos ser sincero não percebi muito bem a sua justificação...estava algo confusa...só sei que se tratava da terceira licenciatura que iria fazer - história, geografia e filosofia...estudioso. Muito porreiro, infelizmente não me lembro do nome dele.

 

Conheci o Tiago Scomparim um rapaz brasileiro, mais velho que eu, e que no decorrer do primeiro dia acabou por me acompanhar na longa caminhada por Paris, mesmo longa. Grande Abraço Tiago.

 

Por último, ainda conheci uma colega de quarto que esteve por lá apenas umas horas e para dormir...que tinha ar oriental, mas era australiana...

 

obs: hoje estou particularmente feliz porque uma amiga minha também está feliz, aliás trata-se de uma das 5 pessoas a quem enviei postais a partir de cada cidade por onde passei. No fundo fez aquilo que todos deveríamos fazer, dar mais um passo para continuar a alcançar a felicidade...fico muito feliz por ti...um grande beijinho.

 

obs1: podia ter-me encontrado com a Kate, com quem já tinha estado em Viena e em Berlim, tal como já vos tinha referido (mera coincidência diga-se de passagem). Pese embora a troca de mensagens via telemóvel o que é um facto é que, quando eu ia a caminho do arco do triunfo, já ela estava a chegar ao Museu do Louvre e eu dali, como não tinha tempo a perder, queria ir para Torre Eiffel. No dia seguinte eu ainda a voltei a contactar, no sentido de saber da sua disponibilidade para ir à Disneyland Resort Paris comigo, mas ainda assim ela não se encontrava disponível dado que já tinha visitado três vezes a Disneyland Australiana e de Tóquio...é uma pena, mas não deu...

 

obs2: só quero acrescentar que amanhã, ou que no próximo post, haverá motivos de comemoração...


publicado por Aubigné às 23:01
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Setembro de 2008

Por Londres foi, portanto, também, assim...

...foi assim... | ...por Londres... | ...colegas/conhecidos/amigos...também em viagem

 

Por Londres, à semelhança de todas as outras cidades por onde passei, também conheci e fiz conhecidos/"amigos".

 

Estes conhecimentos/"amizades" em viagem são sempre muito vagos e acabamos sempre por não saber até onde poderão ir, isto é, ou se mantêm, ou apenas se vão alimentado, ou, simplesmente, passam!!

 

Não sei se consegui ser suficientemente claro! Quis dizer que elas são muito porreiras (os conhecimentos/"amizades"), conhecemos pessoas que estão dentro do mesmo espírito, na mesma onda, mas muitos deles passam por nós a mil porque nem sequer deixam contactos, ou porque seguem caminho no dia ou na mesma noite em que os conhecemos, com outros falamos por um período mais vasto e mantemos um contacto mais rigoroso, até ficamos com o seu contacto, mas foi um conhecimento associado ao espírito de "viagem" e, por último, aqueles que até acabam por ir visitar alguns sítios connosco, que passam mais tempo connosco e que acabamos por trocar com maior frequência contacto...via mail, sms, etc..

 

Bem, mas por Londres foi assim...

 

Conheci logo há chegada ao hostel, não me lembro ao certo quando, mas acho que já era noite o Rodrigo, que por elo me levou a conhecer os outros quatro que já vos referi, Carlos, Sérgio, Rafael e do último não me lembro do nome...

 

Tratava-se de um conjunto de rapazes novos e brasileiros todos advogados públicos, todos do sul do Brasil...rapazes simpáticos e companhia excelente, espero quando for ao Brasil, poder contar com eles...GRANDE ABRAÇO RAPAZES!

 

Foi com eles que no último dia ouve festança e bebeu-se o chá Matte, ainda se formou um grande grupo...era dia de Manchester United vs Chelsea FC

 

Conheci, por coincidência, já da parte da tarde do terceiro dia por Londres, enquanto me dirigia para a fotografia da Tower Bridge e quando ia a pedir a alguém que me tirasse a mesma, veio uma miúda nova ter comigo e pediu-lhe que lhe tirasse uma a ela e eu aproveitei para lhe pedir que me tirasse uma a mim, assim foi...era Erin Olson quem me tirou a foto em que estou com a Tower Bridge como imagem de fundo.

 

Rapariga verdadeiramente nova, norte americana dos EUA, formada em antropologia e que de Londres ia para a Escócia e da Escócia para Moçambique fazer o seu "estágio" final.

 

A Erin fez-me companhia até já o quase às 19h, foi uma querida, como vos disse fui pô-la à St. Paul's Cathedral onde se foi encontrar com o grupo com quem andava a dar uma volta por Londres, colegas de Universidade...muita querida...

 

E foi assim, de Londres seguiu-se Paris! Vejamos...


publicado por Aubigné às 23:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

Por Amesterdão foi assim...

Há sempre quem acabe por abrilhantar a nossa passagem | ...ou torná-la mais especial

 

Como aconteceu em todos os outros locais por onde passei até agora, Amesterdão não foi excepção. Também por aqui conheci mais pessoas que tornaram especial a minha passagem por esta terra de diversão constante e que nunca foi por mim considerada uma das passagens mais desejadas.

 

Como já referi conheci, desde muito cedo, sem dar conta, a Viviane e o Luciano porque ela me pediu para tirar uma foto antes de partir de Berlim para Amesterdão, junto ao avião da Transavia.

 

Dois brasileiros julgo que ambos jornalistas, já de uma idade diferente da minha, mas nada velhos e que andavam a passear pela Europa...ambos gente excelente e alegríssima, aliás, à semelhança de todos os brasileiros.

 

Conheci também o já jovem adulto da Grécia, John Konstantinou que tinha vindo de Atenas e que se encontrava ali em Amesterdão numas conferências sobre áudio, que estavam a decorrer no Van Gogh Museum. Segundo ele, a gastar todo o dinheiro de que dispunha, mas não queria deixar de fazer aquela viagem e, pelos vistos, fez.

 

Para além dele conheci ainda o grupo de brasileiros de que vos falei no dia 18 de Maio, as minhas últimas horas por Amesterdão...de entre os quais figuravam 4 raparigas e 3 rapazes, sem contar com a Viviane, o Luciano e eu.

 

Para além disso acrescento a Joana, rapariga portuguesa (miúda nova) que trabalhava na Wok to Walk e um rapaz novo que, enquanto fui dar uma volta de comboio para dar uma vista de olhos pelos arredores de Amesterdão, entrou na paragem do aeroporto de Schipool, era natural de Lima, capital do Peru e estava a fazer escala em Amesterdão pois tinha vindo de Taiwan. 

 

No dia em que me preparava para ir para Londres, dia 19 de Maio de 2008, enquanto lavava, pela primeira vez uma parte da minha roupa na lavandaria do hostel StayOkay Vondelpark, apanhei um conjunto de older's Australianos, mas com um espírito magnifico que se encontravam a lavar também a roupa deles dado que iam partir para Hamburgo logo de seguida.

 

De entre eles retive um contacto de um escritor australiano Frank Ainslie, certamente não será muito conhecido senão não estaria ali no hostel (poderá não ter nada a ver)...mas se vocês vissem o espírito daqueles jovens muito adultos, vocês ficariam surpreendidos, eram no total 6 pessoas, três mulheres e três homens, divertidíssimos.


publicado por Aubigné às 20:25
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

E porque continua!? ...Kate e Gaston

Um pouco mais sobre a Kate e o Gaston | foram uns porreiros enquanto estive em Berlim

 

Este post, como não podia deixar de ser, porque já vem sendo prática deste blog, é dedicado a todos aqueles que conheci por Berlim. Eles foram, também, os grandes responsáveis por tornarem a minha estadia nesta cidade e nas outras muito mais interessantes e ainda mais interessantes.

 

A Kate que já venho referindo desde Viena, foi uma australiana que conheci porque ficou a dormir no meu quarto nas duas últimas noites de Viena e por coincidência as datas em que íamos estar em Berlim e Paris coincidiram...mais nova que eu, muito alegre, pequenina, desengonçada, mas muito desajeitada...mas muito, muito querida...uma simpatia de pessoa.

 

O Gaston, era um jovem Argentino residente e instrutor de Sky nos Andes,  que ficou a dormir na camarata com outros três parceiros, entrando com toda a força no meu segundo dia de estada em Berlim...pessoa muito proactiva...a ele devo-lhe o ter conhecido uma "winery" em Berlim em que o preço para beber toda a noite era somente 1 euro e por ter conhecido, ainda bem, as três lindíssimas espanholas que já vos referi, das quais com pena minha não consegui tirar fotos.

 

Em Berlim ainda conheci da parte do staff do hostel uma miúda excelente que trabalhava na recepção, o brasileiro - Victor - e o Canadiano - Mark, com quem ainda fui a "Pub Crawl", mas depois optei por ir com o Gaston ao sítio onde se gastava menos.

 

A vocês obrigado pela a excelente e agradável companhia que me permitiram ter.

 

(dedicado à Kate...que infelizmente não mais consegui contactar, mesmo tendo tentado enviar-lhe um mail e duas sms's...)

 

(quando escrevi este post ainda não tinha recebido resposta da Kate a um mail que lhe tinha enviado, mas na data em que este post surgir no blog. Enfim, recebi uma resposta, um mail hilariante que ela me enviou...dizia já estar casada (hehe!)...ela que me parecia uma australiana aventureira. Era apenas uma piadola, óbvio! Granda miúda!)

 

(...este é, infelizmente, um post em que não posso colocar fotografias, porque não tirei fotos deles, com muita pena minha...aliás eu tirei poucas fotos ás pessoas que me acompanharam, até a mim mesmo me esqueci de tirar (hehe!)...estava sozinho não se esqueçam!)


publicado por Aubigné às 15:32
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Julho de 2008

Dos...conhecidos por Viena

Honra seja feita a quem acaba, juntamente, connosco por animar estas aventuras...|a todos o meu muito obrigado

 

Dedico um post especificamente a este tema porque em Viena conheci pessoas muito diferentes...pela sua diversidade e também aproveito para vos falar sobre as minhas colegas de quarto e porque, não descurando, uma das mais apaixonantes razões para se viajar é poder conhecer pessoas que, como nós, estão, pelo contexto, mais dispostas para estabelecer novos conhecimentos.

 

Começando pelas minhas três companheiras de sono alemãs, raparigas novas e amigas, foi difícil entrar num grupo tão coeso, com uma língua tão diferente, mas sabendo eu que elas iriam estar lá até dia 14 de Maio, estar naquele quarto concebendo não falar com elas era absurdo, foi difícil, mas consegui...lá quebrei o gelo e à parte de elas não serem as maiores belezas do mundo, no fim da minha/nossa estadia (porque partíamos na mesma data, mas em horas diferentes), já nos despedimos de forma, vá sem querer abusar, autêntica.

 

Foi óptimo tê-lo conseguido.

 

Mas conheci mais pessoas por Viena, para além de uma parte do staff do Wombat's Viena - the Lounge, conheci duas norrte americanas enquanto escrevia os meus postais na noite de 12 de Maio, uma da Califórnia e outra do Texas, amigas, a Amanda e da "miúda" do Texas não me recordo do nome (a velhice é tramada, mais uma vez...).

 

Falei com elas todos os dias até à sua despedida, anterior à minha, a Amanda era uma "miúda" activíssima. (foi a rapariga do Texas que tomou a iniciativa de falar comigo...)

 

Conheci um parisiense, que trabalhava em Londres seis meses do ano, vivia três meses em Barcelona e viajava pelo mundo nos outros três, este estava acompanhado por um brasileiro que havia conhecido no seu destino anterior e por coincidência partiram os dois no mesmo comboio para Viena e ali estavam...assim obviamente acabei também por conhecê-lo. Falei com eles todos os dias até à sua ida, anterior à minha.

 

Conheci ainda uma rapariga norte americana que estava na Internet a meu lado e uma australiana, enquanto escrevia postais para os seus seis irmãos...e eu que  só tinha de escrever cinco...

 

Ainda na noite de 12 de Maio chegou uma colega nova de quarto, era australiana, a Kate que se encontrava a estudar em Itália...e sobre ela falar-vos-ei mais tarde, já por Berlim e Paris, porque acreditem há coincidências.

 

Enquanto conhecia os bonitos jardins do Museu Belveder, no dia 13 de Maio, conheci um grupo de holandeses que também passeavam por ali, foi um deles que tirou aquilo que considerou uma foto artística...ainda partilhei com eles a minha pequena aventura.

 

São eles que juntamente connoscos e a nossa disponibilidade fazem estas aventuras serem sempre únicas...

 

12 momentos:

 

Museum fur Volkerkunde Viena

por: TMA 05/2008

Museums Quartier

por: TMA 05/2008

Parlamento Austríaco

por: TMA 05/2008

Eu...olhem para a minha figura...no Parlamento Austríaco

por: TMA 05/2008

City Hall austriaco, aqui a preparar um estádio improvisado para o Euro 2008

por: TMA 05/2008

Eu no Burg Theater

por: TMA 05/2008

Vovit Church

por: TMA 05/2008

Karl Church

por: TMA 05/2008

Eu em frente à Karl Church

por: TMA 05/2008

A roda gigante da feira popular de Viena...é uma atracção turistica pela sua estrutura

por: TMa 05/2008

Uma boa forma de recepcionar em viena...casa da música

por: TMA 05/2008

Carro eléctrico de Viena aqui com motivos alusivos ao Euro 2008

por: TMA 05/2008

 


publicado por Aubigné às 16:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Julho de 2008

A viagem continuou por Roma...

O primeiro grande dia em Roma | Dia 7 | Giovanna Mazarrolo

 

Neste dia de manhã acordei, muito mais calmo e com mais horas dormidas e descansadas, achei que a minha melhor atitude seria a de quebrar a minha timidez e simultaneamente o meu silencio com as minhas parceiras de quarto, assim quebraria também, a minha sensação de solidão...esta seria de agora em diante a minha solução e atitude para o resto da viagem.

 

Assim entre conversa, duas australianas, um das quais passara muito mal a noite dado que estava muito doente...e uma outra estranha que chegara muito tarde durante a noite ao nosso quarto.

 

Comecei por falar com ela em inglês, até saber a sua nacionalidade, era brasileira, tratava-se de "ouro sobre azul" e era "gira"...

 

Era a Giovana de que já vos falei, passou comigo todo o dia, desde as 10h da manhã até às 22h30.

 

Andava a dar uma volta pela Europa, pois o seu namorado estava a estudar em França...já tinha passado, por isso, por Paris, Nice entre outros sítios e aproveitou para ir a Roma antes de regressar ao Brasil...

 

Um grande beijinho Giovana por me teres feito companhia e pela constante e sempre boa disposição...

 

Muito mais havia a dizer, mas nem tudo o que nós sentimos é possível transmitir para o papel ou para texto...nada demais, tratam-se de pequenos pormenores...parece-me, portanto, que assim já seja suficientemente elucidativo no que quero transparecer. (...tomem sempre como pressuposto que, embora não tenha nada de celibatário haja como se fosse um).


publicado por Aubigné às 22:18
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Junho de 2008

Começou a viagem a sério...Franklin Graham

...Ainda em Barcelona...no Aeroporto | 6 de Maio de 2008

 

Umas horas depois de ter chegado ao aeroporto de Barcelona e a algumas horas de apanhar o avião para Roma a tristeza assolou-me e a confusão: vou ou não vou seguir o caminho traçado...sozinho é mais difícil discernir e definir prioridades.

 

A dada altura dou conta de um "viajante" sentado no chão a tirar notas no seu diário (aspecto típico de um traveller, mochila de costas encostada à parede, sentado no chão e algo desdenhado quanto à limpeza). 

 

Eis que começo por pôr conversa com aquele estranho, mas igual...Franklin Graham era o seu nome, norte americano (dos EUA), mais concretamente de Seattle...a fazer pós doutoramento, é verdade!

 

Com uma experiência vasta em viagens pelo mundo...falei, falei com ele, almocei com ele...sem dúvida trata-se de uma cultura ou de uma forma de estar na vida completamente diferente daquela a que estamos habituados...somos pequenos, por isso.

 

Casado com uma marroquina que vive em Marrocos, acabava de chegar de lá à dois dias, estava a dormir no aeroporto de Barcelona à duas noites...dali partia para Tunis, capital da Tunísia, e no final do mês de Maio ia para Espanha ter com uns amigos, para depois regressar aos EUA...e lá para Janeiro voltar a Marrocos.

 

Que mais dizer!?

 

...Thank you for your the knowledge and for the line that you wrote for me since this meeting.

 

ps- ainda hoje mantemos contacto via mail, frequente!


publicado por Aubigné às 22:02
link do post | comentar | favorito

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30



.a viagem

. 3 "slide show" 3(3)

. agradecimentos(1)

. amesterdão(4)

. amigos(1)

. barcelona(5)

. barreiras(3)

. berlim(4)

. biarritz(4)

. dedicatória(1)

. destaque(2)

. dos...conhecidos(10)

. dos...de...portugal(1)

. extras...(17)

. lisboa(1)

. londres(4)

. madrid(4)

. mapa(1)

. melhores fotos(1)

. novo(2)

. o blog(1)

. paris(4)

. preparativos(5)

. projectos(1)

. roma(3)

. san sebastian/donostia(6)

. última imagem(1)

. ultrapassados os...(2)

. um pouco de diário...(1)

. veneza(2)

. viena(4)

. todas as tags

.o percurso

. Por Madrid...últimos dos....

. Lindíssima San Sebastian/...

. Quero mais Biarritz...

. Paris sem excepção...

. Por Londres foi, portanto...

. Por Amesterdão foi assim....

. E porque continua!? ...Ka...

. Dos...conhecidos por Vien...

. A viagem continuou por Ro...

. Começou a viagem a sério....

.arquivos

. Maio 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.links

.subscrever feeds

.c. v. resumido

Currículo Vitae
Tiago Maria d' Aubigné
Contacto
tiagorib@hotmail.com
Dados Pessoais
Nascido em 1981
Experiência Profissional
07/2008 até ao momento - Colaborador da Multipessoal-Sociedade de Prestação e Gestão de Serviços do Grupo Espírito Santo exercendo a função de Gestor Comercial na sua área de especialização, isto é, Recursos Humanos
10/2006 a 04/2008 - Colaborador Independente do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia
11/2005 a 09/2006 - Colaborador numa empresa de Consulturia Fiscal, como Tax Consultant
02/2005 a 08/2005 - Estágio Curricular no instituto Nacional de Administração (INA) no âmbito das Novas Tecnologias da Informação
Formação Académica
10/2005 a 10/2006 - Pós-Graduado em Economia e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE)
10/2001 a 10/2005 - Licenciado em Gestão e Administração Pública pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), média final de curso 14 valores
Outras Informações Disponibilidade total
Flexibilidade de horários
Habituado a viajar pelo país e pelo estrangeiro
Muito bom nível de inglês falado, lido e compreendido
Muito bom nível de espanhol/castelhano falado, lido e compreendido
Excelentes capacidades de comunicação
Não fumador
Praticante de diversos desportos
A viagem...
Considera esta a primeira e melhor de muitas viagens que pretende fazer, quanto mais não seja pela genialidade de ter sido completamente inovador em viajar por um mês sempre de avião
Futuro...
...considera-a uma palavra muito logínqua e intemporal. Mas como qualquer "viajante" perspectiva sempre uma nova viagem, desta vez por...mas sempre com muitas novidades!